sábado, 3 de dezembro de 2022

Ela, ao Entorno


Era um lugar igual a tantos outros onde nada acontecia. Ou se acontecia não se dizia. 
A velha casa era isolada. O quarto ermo e frio.
Apenas se ouvia o barulho forte do vento que rugia.
Entrou nele uma mulher. 
Longos cabelos negros, rosto anguloso, olhos cor de mel como os dos felinos. 
O seu corpo esculpido a bisturi.
O seu nome, Celina. A sua paixão, seduzir. 
Tinham-lhe falado na magia daquele lugar e daquele quarto onde os amores não aconteciam. 
Olhou entorno e escolheu-o. 
Mandou-o limpar, seria o seu covil. 
Não tinha dono. Era livre. 
Vinha para ali endeusar-se e seduzir.
Nada mais dava e nada mais exigia.
Todos os dias aumentava o seu séquito de admiradores e de inimigos sedentos do seu poder de mulher livre, selvagem e inacessível.
Quem perscrutasse as imediações podia ver outros olhos raivosos, à espera … 
Naquele dia juntaram as forças e a maldade e decidiram o destino de Celina.
Não aceitavam que naquela cidade onde nada acontecia vivesse uma mulher assim, feiticeira.
Frios, calculistas, sedentos do seu sangue de sedutora, incendiaram lhe a casa.
Vinte anos depois o quarto continua forrado a cinzas. 
Mal sabem que Celina _ corre livre pela selva.
 





Ela, ao Entorno

Ela tem magia, se veste de azul alegria,
Não se intimida, continua a buscar,
Mesmo sem ter energia.

Olha ao entorno, ela tudo vê, lê e crê,
Tudo parece igual, mas o desigual
Ela assim percebe, concebe.

Tenta ver algo de novo, Ela atenta,
Contempla detalhes, em busca,
Reconhece-se uma detenta.

Com Ela, vêm ao redor as belezas,
Vira-se encantada, admirada,
Não deseja realezas.


*

Aviso aos amigos do blog:
Nossos poemas não estão para serem eleitos.
Somos amigas irmãs e não estamos competindo
Pedimos a gentileza de não mencionarem uma e não a outra.
Muito agradecemos.


*

Nossa sugestão musical : She - Elvis Costello


*

16 comentários:

  1. Que beleza de leitura oferecida aqui... Celina e sua magia, incompreendida...E na poesia a magia que todos podemos ver em quem não a quer mostrar, mas nela existe.

    ADOREI! beijos, ótimo domingo às duas, tuuuuuuuudo de bom! chica

    ResponderEliminar
  2. Olá, estimadas amigas!
    Mais um belíssimo trabalho poético aqui nos presenteiam.
    É de louvar esta parceria de beleza e qualidade poética.
    Parabéns às duas!
    Votos de um excelente domingo, com muita saúde.
    Beijinhos, com carinho e amizade.

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderEliminar
  3. Boa tarde minhas Amigas,
    Uma prosa poética maravilhosa e um poema igualmente belo que se complementam.
    Ambos muto inspirados e é sempre um prazer ler o que tão divinamente escrevem.
    Beijinhos carinhosos e fraternos para ambas.
    Continuação de domingo muito abençoado.
    Ailime

    ResponderEliminar
  4. Publicação maravilhosa, fascinante de ler
    .
    Cumprimentos poéticos.
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderEliminar
  5. Prosa e poesia em perfeita sintonia!
    👏👏👏...bj às duas

    ResponderEliminar
  6. Um pequeno conto e um poema à volta de uma palavra que nunca tinha ouvido e que me obrigou a visitar o dicionário. Diferentes mas igualmente belos e bem conseguidos.
    Parabéns às duas.
    Abraço e saúde

    ResponderEliminar
  7. Muito agradeço de me terem tido entre Vós/Nós. Adorei a prosa e o poema em medida igual. Ambas fazem a harmonia poética perfeita!
    .
    Numa caminhada, sem ver a estrada do arrependimento...
    .
    Beijo e uma excelente semana.

    ResponderEliminar
  8. A essência dos seres únicos... tantas vezes incompreendidos... aqui abordada em duas vertentes distintas, mas iguais em talento e sensibilidade... e ultra bem acompanhadas com uma escolha musical de igual excelência... que já considero um verdadeiro clássico, e que sempre nos continua a fazer sonhar...
    Adorei tudo! Beijinhos para ambas! Feliz semana!
    Ana

    ResponderEliminar
  9. Pasando para desejar uma feliz semana bjs saude

    ResponderEliminar
  10. Apesar da incompreensão... a liberdade de espírito continua forte, poderoso.
    Adorei o texto e o poema que se completam...
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  11. Excelente poesia e uma dupla de peso:))
    Beijocas e um bom dia

    ResponderEliminar
  12. Sempre tão bonito e cheio de tanto a vossa cumplicidade.
    Duas lindas pérolas a fazer o colar da verdadeira amizade.
    Deixo abraço e brisas doces **

    ResponderEliminar
  13. A magia da sedução em dois momentos preciosos.
    Beijinhos queridas amigas.

    ResponderEliminar
  14. Que lindo conto, me lembrou do livro Mulheres que correm com os lobos. Lindo e reflexivo. Obrigada, bjinhos

    ResponderEliminar
  15. Queridas amigas, Fê e Rosélia
    Olhar o que a rodeia e tentar perscrutar o que ali acontece, não acontecendo nada,
    e viver a sua vida de conformidade com a sua vontade. Mas a maldade e a inveja
    campeiam, infelizmente. Por vezes, parece que vencem mas tenhamos a esperança
    de que as ideias fiquem. E o desejo de viver e se afirmar.
    Gostei muito de ler as vossas palavras, minhas amigas.
    É sempre um prazer imenso aqui vir e passar estes momentos de rara claridade
    convosco.
    Saúde vos desejo.
    Beijinhos
    Olinda

    ResponderEliminar

« Quando um passarinho pousa docemente numa flor e ela o acolhe com carinho, a magia da amizade acontece. »