domingo, 25 de setembro de 2022

Crescer

 Quando eu crescer, menina quero ser!


Vou ser pequenina

sardenta, traquina.


Subir num balão

feito de sabão.


Pintar flores no céu

 dormir de chapéu.


Morar num castelo

cor de caramelo.


Abrir a janela

tocar numa estrela.


Sonhar que acredito

que o mundo é bonito.


Se for para crescer e menina não ser, não quero nascer!






A Graça do Crescer


Menina ontem foi criança,
viveu feliz na  leve bonança.
Olha tudo ao redor, dança,
moça fica na contradança.

Um dia foi linda mocinha,
a bondade nela se aninha,
É amada, menina acarinha,
deixará de ser Menininha.

Quando sol se pôr, a Moça
gingará com muita bossa.
Meninos farão muita joça,
charme ela jogará na troça.

Quando Mulher, vai sonhar,
à amiga tudo vai segredar.
Será toda formosura a reinar,
seu ofício será muito Amar.




*


Arte - Lydia Wylangowska

*





Feliz Semana da Primavera do lado de cá do Atlântico!
Feliz Semana do Outono do lado de lá do Atlântico!


*

19 comentários:

  1. Adorei os dois poemas as imagens tão gratificantes.
    Beijos e um bom dia âs duas

    ResponderEliminar
  2. Que lindas poesias, adoráveis mesmo! Bom é crescer e nunca nos perder da menina que em nós existe e deve sempre ficar pra poder ver e levar a vida ,sem esquecer de brincar! Adorei! beijos às duas e ficou show o cartão Primavera/outono! beijos às duas, chica

    ResponderEliminar
  3. Dois poemas sublimes que tocaram o meu coração. Obrigado queridas amigas.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Que fiquem sempre memórias felizes da infância, ajudam-nos a vencer as dificuldades da vida..
    Adorei...
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  5. Os poemas são simplesmente maravilhosos. Parabéns Poetisas!
    -
    NÃO ADIANTA...

    Beijo, e uma excelente semana.

    ResponderEliminar
  6. O prazer de ser criança, nos versos mágicos da Fê. O desabrochar da criança, no poema da Roselia. Tudo lindo, queridas, poemas e cartão. Bjs.

    ResponderEliminar
  7. Mais um belo trabalho poético, aqui nos trazem.
    Por vezes assim é, gostaríamos de ser crianças para sempre...
    Gostei muito.
    Parabéns às duas!
    Votos de uma excelente semana, com muita saúde.
    Beijinhos, com carinho e amizade.

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderEliminar
  8. Que coisa mais linda, Blue Bird e Rosélia :)

    Que nenhuma de vós deixe escapar a criança que mora em vós!

    Um grande beijinho para cada uma!

    ResponderEliminar
  9. Olá minhas amigas Fê e Rosélia,
    Que poemas tão belos aqui partilham connosco!
    É tão bom ser pequenina e transportar a nossa alma de criança para a vida adulta.
    Muito ternos e plenos de sensibilidade os vossos trabalhos poéticos.
    Beijinhos fraternos e carinhosos para ambas.
    Muita paz nos vossos corações.
    Ailime

    ResponderEliminar
  10. Queridas amigas Fê e Rosélia
    Manter a pureza de criança, vendo o mundo em tons de arco-íris e levar-nos nesse embalo pela vida fora é tarefa de titãs. Mas temos de trabalhar para isso e não nos perdermos de vista. A cada momento o seu encanto e a pérola que cultivarmos em nós será o presente que nos doamos.
    Adoro a vossa parceria. É um prazer enorme aqui vir e encontrar poesia desta qualidade.
    Saúde e Alegria vos desejo.
    Beijinhos
    Olinda

    ResponderEliminar
  11. Boa tarde, Rosélia e Fê!

    Dois poemas reconfortantes, como se fossem vestes finas.

    Beijo!

    Renata

    ResponderEliminar
  12. Oi querida Roselia e Fê!
    Que belas meninas, tão bem comportadas, com saudade de criança, sem perder o encanto
    De querer ser menina. É simplesmente maravilhoso, gostei!
    Beijinhos e bênçãos às duas. 😘🙌💖🌹🌻🍭🍡
    Luísa Fernandes

    ResponderEliminar
  13. Dois belíssimos poemas que me encantaram.
    Abraço e saúde

    ResponderEliminar
  14. Queridas amigas fiquei maravilhada com a candura e beleza dos vossos poemas. Gostei tanto, mas tanto, que voltei a me sentir menina e com uma vontade enorme de vos abraçar.
    Desejo que a nova estação - outono e primavera - vos traga boas novas, harmonia, alegria, muita saúde.
    Beijos... e abraços.

    ResponderEliminar
  15. Lindos poemas sobre não deixar que o tempo não apague dentro de nós a criança que nos permitia voar na magia e amadurecer com ela. Boa semana. Bjsss

    ResponderEliminar
  16. Olá :)
    Gostei muito de encontrar aqui o Nuno da Câmara Pinheiro. Gosto muito dele.
    Ia gostar de saber que embalou com a voz dele, as vossas bonitas palavras.
    Uma ternura os vossos poemas.
    Abraço e brisas doces ***

    ResponderEliminar
  17. Dois poemas belíssimos, e muitíssimo bem construídos, com a sensibilidade que vos caracteriza, que nos fazem viajar pelo tempo, e também recordar o nosso percurso de crescimento... nem sempre linear com a idade biológica... pois às vezes há circunstâncias, que nos fazem crescer à pressa!
    Beijinhos! Feliz semana, com saúde e tranquilidade para ambas! Nuno da Camara Pereira... adorei recordá-lo... sempre com um bom humor incrível, e muitas anedotas por contar... aqui há uns anos surgia com muita frequência nas Festas de Verão da Ericeira... era imperdível!
    Ana
    Ana

    ResponderEliminar

« Quando um passarinho pousa docemente numa flor e ela o acolhe com carinho, a magia da amizade acontece. »