segunda-feira, 3 de outubro de 2022

Entre Plumas Azuis





Tenho lembranças fugazes de viver envolta em plumas azuis.

Sei que nas penas tinha sonhos esculpidos pelo vento,

e no coração a imensidão alva da paz .

 
Escondo este delírio na macia carícia do meu peito,
 
e na harmonia finita desta miragem__ adormeço. 






Entre Plumas Pratas Azuladas

Enlaço-me,
abraço-me,
envolvo-me.

Como ave,
com penas
prateadas.

Aconchego-me,
acarinho-me,
enterneço-me.

Como ave,
com plumas
brancas.

Absorvo-me,
conheço-me,
integro-me.

Como ave
com penacho 
azulado 



*

imagem: Penny Robartes 

*

16 comentários:

  1. Gurias, lendo as duas poesias lindas de vocês, me deu =saudades de um cobertor de penas que tinha na infância( já lá se vão ...trocentos anos,rs...)

    Muito lindas e adoro quando tu, Roselia faz poesia nesse formato!

    Parabéns às duas! beijos, chica

    ResponderEliminar
  2. E, depois..voo pelo infinito...azul como as penas...
    Lindas as poesias, adorei...
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  3. Mais dois poemas excelentes e dou os parabéns às duas. Gostei muito!
    Beijos e um bom dia

    ResponderEliminar
  4. Profundo, poderoso, intenso, maravilhoso de ler
    .
    Uma semana feliz … cumprimentos poéticos
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderEliminar
  5. Hoje li os poemas, depois activei o video para ver essas imagens etéreas e ouvir a música
    que acompanha divinamente as vossas palavras, minhas queridas amigas,
    Fê e Rosélia.
    Luz, som, ritmo. Tudo perfeito. E a superação das agruras da vida, através da força
    que vem da alma. Em plumas nos elevamos e sonhamos, abraçamo-nos e mimamo-nos
    pois merecemos que o nosso espirito nos mostre outras paragens, viajando através da
    imaginação.
    Belos momentos estes, minhas amigas.
    Desejo-vos tudo de bom.
    Boa semana.
    Beijinhos
    Olinda

    ResponderEliminar
  6. Boa tarde amigas Fê e Rosélia,
    Dois poemas maravilhosos em que os sentimentos e emoções nos envolvem de forma harmoniosa e leve como as belas plumas.
    Obrigada, amigas, por este tão belo momento poético, assim como o vídeo em que este bailado é sempre um encanto para o olhar.
    Beijinhos fraternos de paz e bem para ambas.
    Dia muito abençoado.
    Ailime

    ResponderEliminar
  7. Quanta beleza têm estes dois poemas. Parabéns Poetisas :))
    -
    Queria viver simplesmente na ilusão...

    Beijos
    Uma excelente semana!

    ResponderEliminar
  8. Roselia, amiga, es una preciosura todo lo puesto en este post, te entregas a tu poesía en cuerpo y alma con ese sentimiento dulce y lirico, parece que cantan tu letras.
    Un gran placer leerte, gracias.

    Te dejo un besiño y se muy, muy feliz.

    ResponderEliminar
  9. Um lindo exercício poético! Boa noite!

    ResponderEliminar
  10. UAU!...a beleza do olhar e as excelentes interpretações merecem o nosso aplauso 👏💜

    ResponderEliminar
  11. Esse entre plumas traz pensamentos de ternura e de aconchego, de lembranças e de sonhos. Uma postagem tão bela! Duas queridas que usam as palavras de forma especial, gerando contruções aplaudíveis. Grande abraço para vocês! Tenho muita saudade da Fê.

    ResponderEliminar
  12. Dois poemas sublimes.
    Obrigado minhas amigas.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  13. Tão belos os dois poemas.
    belos e leves como as plumas, vão ser serenos os sonhos.
    Abraço e brisas doces ****

    ResponderEliminar
  14. Diferentes mas igualmente belos os dois poemas.
    Abraço e saúde

    ResponderEliminar
  15. Dois poemas maravilhosos, que nos remetem para um universo de sensibilidade e leveza!
    Adorei ambos! Beijinhos! E amanhã conto... continuar por aqui, pois claro!... :-)
    Tudo de bom!
    Ana

    ResponderEliminar

« Quando um passarinho pousa docemente numa flor e ela o acolhe com carinho, a magia da amizade acontece. »