domingo, 9 de outubro de 2022

Tristeza


A tristeza 


entra pela cabeça 

pesando

magoando.


desce até aos olhos 

queimando

pingando.


 até a engolirmos 

gritando 

sufocando.


 quando ela chega ao coração

esgotamos

calamos.


 mas é no estômago que ela se aloja

moendo

doendo.


 e aí vai ficando…

ficando

até ao dia_ 


em que a digerimos!





Tristeza

Ó Deus,
estou aqui!
numa tristeza
… imensurável 

Falta-me o ar,
sufoca-me o pranto,
busco a Ti,
encontro-me.

Caminhos misteriosos,
cumes elevados.
Tudo é permeado
da mais profunda solidão.

Minha secreta morada,
lugar onde me reveste.
Meu alfa e meu ômega,
meu motivo feliz.

Minha vida favorável seja,
tempos distintos aconteçam.
Não seja eu dilacerada,
 fragmentada 

Os problemas se resolvem
… à chapada 
Será assim na Eternidade?
Seria uma tristeza!




*


Nossa sugestão musical: Tristeza - Toquinho 
imagem: Josephine Cardin  


  *

17 comentários:

  1. A sensação de tristeza muito bem expressa em cada uma das profundas poesias de vocês duas!
    Lindo e tomara não precisássemos sentir tanta dor, não é? Mas a vida acontece em alternâncias...
    beijos, às duas, tuuuuuuuuuuuuuuudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  2. Intenso, profundo, poeticamente criativo. Gostei muito.
    .
    Cumprimentos cordiais.
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderEliminar
  3. Rosélia,

    Gostei do seu poema tão descritivo sobre a tristeza. É bem assim mesmo.

    Com o tempo vamos aprendendo a lidar um pouco melhor com tudo isso...

    Boa semana,
    Simplicidade e Harmonia
    A Bíblia na vida diária
    Para pensar refletir e agir



    ResponderEliminar
  4. Dois belos poemas mas bem diferentes mas que atingiram o mesmo objectivo...Tristeza!
    Gostei muito!
    Beijocas e uma boa tarde

    ResponderEliminar
  5. Também a tristeza é própria dos humanos e deve poder ser compreendida e até cantada por flores como vós, Blue Bird e Rosélia :)
    Que as tristezas sejam sempre breves para vós!

    Um beijo para cada Flor Poeta!

    ResponderEliminar
  6. É muito lindo o poema da Fê e ela, em versos curtos, traçou exatamente o caminho que a tristeza faz em nós. Você, querida, manifesta o sentimento com imagem de dor, de interrogação, de louvável busca do auxílio de Deus. Magnífica postagem. Grande abraço para ambas.

    ResponderEliminar
  7. Dois poemas magistrais. Duas Poetisas fantásticas!!
    -
    Beijos.
    Boa noite!

    ResponderEliminar
  8. A tristeza sufoca-me, aprisiona o corpo e a mente...Temos que lutar contra isso...
    Adorei os poemas...
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  9. Boa tarde Amigas Fê e Rosélia,
    Dois poemas maravilhosos de uma riqueza poética que me sensibilizou!
    Estão ambas de Parabéns por continuarem a oferecer-nos pérolas como estas.
    Beijinhos fraternos e carinhosos.
    Muita paz nos vossos coração e uma tarde muito abençoada.
    Ailime

    ResponderEliminar
  10. Bom dia, estimadas amigas!
    Belíssimo trabalho poético aqui nos presenteiam. Onde a tristeza é o mote, deste excelente dueto poético!
    Parabéns às duas!
    Votos de um excelente fim de semana, com muita saúde.
    Beijinhos, com carinho e amizade.

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderEliminar
  11. Poema triste....alegre de ler.
    Feliz fim de semana

    ResponderEliminar
  12. A tristeza acorrenta a alma e o coração. Dois poemas sublimes.
    Beijinhos queridas amigas

    ResponderEliminar
  13. Queridas amigas Fê e Rosélia
    Os vossos poemas são profundos e trazem a marca da vossa
    sensibilidade e talento. Penso que cada um de nós encontrará
    neles as palavras que mais se coadunam ao seu estado de
    alma.
    Adorei.
    A música, com a candência do samba e interpretada
    com um sorriso, vem exorcizar por momentos a mágoa que
    teima em alojar-se nos nossos corações.
    Desejo-vos saúde. E tudo de bom.
    Beijinhos
    Olinda

    ResponderEliminar
  14. Como pode ser tão bonita a tristeza !
    Ambos cheios de delicadeza.
    Gostei muito.
    Abraço e brisas doces **

    ResponderEliminar
  15. Nada confortável convier com a tristeza e saber de suas garras no nosso cotidiano.
    Belas inspirações do sentimento que desagrega o ser, mas que pode-se dela tirar as lições.
    Bjs para voces.

    ResponderEliminar
  16. A nossa mente, por vezes, consegue mesmo ser o nosso pior inimigo... não será à toa, que a meditação, procura que nos desliguemos da razão, e enveredemos pelos caminhos do coração... saber digerir os nossos pensamentos menos bons, e a corrosão física e emocional que os mesmos proporcionam... é a aprendizagem de toda uma vida... pois nem sempre a realidade, acompanha as nossas piores expectativas... Felizmente!!! :-))
    Duas belíssimas abordagens poéticas, sobre um sentimento... a que ninguém está imune... mas há sempre algo que possamos fazer quanto a tal... assim estejamos mesmo verdadeiramente empenhados em não deixar este sentimento prevalecer em nós... pode visitar-nos... mas não lhe devemos arranjar um quartinho de hóspede, para permanecer por tempo indeterminado!... :-))
    Beijinhos para ambas!
    Ana

    ResponderEliminar

« Quando um passarinho pousa docemente numa flor e ela o acolhe com carinho, a magia da amizade acontece. »